Seminario Foto Antiga

Quem está em linha

Temos 12 visitantes em linha

D. Amândio Tomás foi a alt graciado, no passado dia 20 de Julho, com a Medalha de Ouro de Mérito Municipal.
Foi este o texto impresso e lido, na sessão solene realizada no Teatro Municipal, pelas 17.30 horas.

D. AMÂNDIO TOMÁS é natural do concelho de Chaves, onde nasceu em 1943. Entre 1955 e 1967, frequentou o Seminário de Vila Real, onde se licenciou em Humanidades, Filosofia e Teologia, vindo a ser ordenado presbítero em 1967 pelo Bispo D. António Cardoso da Cunha, a quem serviu como secretário. O mesmo Bispo enviou-o para Roma onde se licenciou em Teologia Dogmática pela Pontifícia Universidade Gregoriana. Regressado a Portugal, ensinou Teologia Dogmática no Seminário de Lamego. Posteriormente foi nomeado director espiritual do Seminário de Vila Real e ensinou Moral e Religião Católica no Liceu de Vila Real. Em 1976 está de novo em Roma, desta vez para se licenciar em Ciências e Exegese Bíblicas do Antigo e Novo Testamento, no Pontifício Instituto Bíblico. Ainda em Roma, por nomeação do Papa João Paulo II, exerceu as funções de vice-reitor e depois as de reitor do Pontifício Colégio Português, até Novembro de 2001. Novamente em Portugal, foi nomeado em 2001 Bispo Auxiliar de Évora, dignidade que exerceu até ser nomeado em 2008 Bispo Coadjutor de Vila Real, com direito a sucessão. Efectivamente, com a resignação de D. Joaquim Gonçalves, em 2011, foi D. Amândio José Tomás nomeado Bispo Titular desta diocese. Exerceu numerosos cargos e funções relacionados com a vida pastoral, sendo presentemente vogal da Comissão Episcopal de Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais. Em face do exposto, a Câmara Municipal de Vila Real deliberou atribuir a D. AMÂNDIO JOSE TOMAS, a Medalha de Ouro de M alt érito Municipal.

D. António Marto, novo Cardeal de Portugal

O Papa Francisco anunciou este domingo, em Roma, que, D. António Marto, de 71 anos, Bispo de Leiria-Fátima desde 2006, vai ser nomeado cardeal, em 29 de junho, no Vaticano.
António Augusto, filho de Serafim Augusto Marto e de Maria da Purificação Correia dos Santos Marto, nascido a 5 de Maio de 1947 na freguesia do Tronco, concelho de Chaves, Bispo de Leiria-Fátima. Ingressou no Seminário no ano lectivo de 1957-1958, tendo sido condiscípulo de ano de Alberto Gonçalves da Eira, Amável Cardoso Alves, António Augusto Saavedra da Costa, Avelino Fernandes Gomes, Belmiro Saraiva Pinto, José Augusto Macieirinha, Manuel Fernando Rodrigues da Fonseca, entre outros.

Foi ordenado presbítero, em Roma, a 7 de Novembro de 1971, e, aí, fez estudos de especialização em Teologia Sistemática na Universidade Pontifícia Gregoriana (1970-1971), se licenciou e doutorou. Foi Prefeito no Seminário Maior do Porto, professor de Teologia na Universidade de Teologia da U. Católica.

Nomeado bispo auxiliar de Braga, a 10 de Novembro de 2000, com ordenação episcopal em Vila Real, a 11 de Fevereiro de 2001, na Igreja de Nª Sª da Conceição, em Vila Real.

Nomeado Bispo de Viseu, a 22.04.2004, tendo tomado posse a 20.06.2004. É bispo de Leiria-Fátima desde 25.06.2006.
RA

 

 

 

Inauguração do busto do Monsenhor Minhava
20 Maio, 2018

Dia 19 de Maio fica marcado na história vila-realense como a data em que se honrou uma das mais notáveis figuras da cultura transmontana das últimas décadas.

Por iniciativa de um ex-seminarista, Valentim Fernandes dos Santos,natural de Salto, Montalegre, fazendo parte dos órgãos sociais da Associação dos Antigos Alunos do Seminário de Vila Real, com o valioso contributo da Câmara de Vila Real, que desde a primeira hora deu o seu aval a esta iniciativa, foi inaugurado um busto a Mons. Ângelo do Carmo Minhava, na Nª Sª da Conceição, do escultor Bruno Marques.

Assim se fez justiça ao musicólogo que deu alegria aos concelhos do distrito de Vila Real com as suas marchas, ao «dramaturgo» que fez rir quem assistiu às suas peças de comédia de costumes, ao filólogo que das letras fez também uma vocação, ao sacerdote por todos estimado.

Ao homem humilde no ser e sábio no dizer.

R.A.